terça-feira, 12 de maio de 2015

NOVELA DO "PP FANTASMA" - CRIA-SE UMA GUERRA: A POLÍTICA CONTRA A ÉTICA


O Velho Jeitinho Brasileiro, a troca de favores, parece seguir a todo vapor para viabilizar forçadamente a quebra de protocolo da ética médica no Projeto do "PP Fantasma".
Isso mesmo. Chega-nos a informação de que, em reuniões nas Aps RJ e Niterói, um representante da Superintendência da Região II  (árduo defensor, divulgador e interessado em ser o novo Dirsat) insistiu em confundir semanticamente os mais incautos querendo que se faça tais PPs de qualquer maneira.  Ética para quê?
Nos bastidores se perguntaria descaradamente no Balcão: "Qual o preço da adesão?"
Infelizmente dois supervisores no RJ já teriam se colocado a disposição do Projeto num esquema de troca de benesses (manter seu horário Flexível e atender menos para viabilizar atendimentos paralelos fora do INSS).  Uma lava mão lavaria a outra.
E mais. O Candidato à DIRSAT teria dito ser "UMA REPULSA SEM EMBASAMENTO E DESCABIDA POR PARTE DOS PERITOS DO RJ" a negativa de participar do " Projeto PP Fantasma". Ética para quê?
Os fins justificariam os meios.
Ao ser questionado sobre as inúmeras fraudes em atestados a mesma diz que"faz parte mas que mesmo assim vale a pena pois as filas vão melhorar".
Ao ser confrontado com o conselho/parecer abaixo diz que irá estudar uma saída Semântica para o caso. Processo 4278, parecer CFM 18/2006

3 comentários:

Hafiz Ben David disse...

Brother, é o seguinte: muda de Perícia para Auditoria e assina com o SIAPE de todos!
Pronto!!!
Supervisor de araque!!!

Regi disse...

É verdade, infelizmente está acontecendo, e mais, corre nos corredores uma" orientação/comentário " exdrúxulo de que estes PPs realizados(realizados com negligência,imprudência e imperícia, por ter o perito a possibilidade do chamamento do periciando e este não o fez, assumindo a responsabilidade da homologação/ratificação de possiveis dados fictícios) serão generosos/longos para não impactar nos resultados finais do projeto.
"e dane-se o erário".

Regi disse...

Deu hoje na CBN Brasil:

Ministro da Fazenda, joaquim levy, em reunião hoje pela manhã, na Inglaterra,informou que brevemente serão privatizados vários serviços públicos na segunda fase do projeto de reestruturação econômica.

Já passou a Hora de sairmos do executivo federal. Anmp e sindicato devem se unir e acionar seus contatos legislativos para tal.