segunda-feira, 30 de maio de 2011

JORNAL HOJE - RECLAMAÇÕES DA PERÍCIA MÉDICA


Edição do dia 30/05/2011


30/05/2011 13h55 - Atualizado em 30/05/2011 13h55
Segurados do INSS reclamam da dificuldade em conseguir o benefício

Entre os problemas está a falta de peritos e a demora no atendimento.
No Paraná, a espera para a realização de um exame é de 42 dias em média.
http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/05/segurados-do-inss-reclamam-da-dificuldade-em-conseguir-o-beneficio.html

3 comentários:

Anderson disse...

"o problema será resolvido com a contratação de 239 profissionais em todo o país".

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Herbert disse...

Se reclamarem do indeferimento, basta jogar na cara do repórter os números do judiciário. No máximo 7% de decisões reformadas (INSS x Judiciário), segundo o EH (abaixo).

Rodrigo Santiago disse...

Mais uma reportagem tendenciosa e sensacionalista QUE NÃO OUVE OU APURA OS FATOS através da visão ou versão dos peritos.

Nos dois casos cuja queixa é a dor que fique claro que NEM SEMPRE a dor como sintoma isolado, desassociada de outros elementos semiológicos é incapacitante, além do que é algo subjetivo do qual alguns segurados jamais deixarão de queixar-se.Para tanto devem ser cotejados outros elementos na análise e ponderação do caso de acordo com a história natural da doença.Ou seja, cada caso é um caso, também não estou generalizando.O que é incrível é a capacidade jornalística de banalizar a complexidade inerente ao ato pericial, mostrando apenas a metade do quadro clínico de metade das partes envolvidas.É leviandade jornalística e pode dar margem a que alguém chame um jornalista que assim aja de um termo que eles não tiveram coragem de chamar diretamente os peritos, mas que para bom entendedor um pingo é letra: incompetentes.