quinta-feira, 3 de julho de 2014

ROTINA DO ABSURDO EM DUPLA DOSE - PERITO AMEAÇADO DE MORTE POR RADIALISTA VAGABUNDO. INSS SÓ PREOCUPADO COM REPERCUSSÃO "NA MÍDIA".

Mais um relato de perito ameaçado de morte em uma cidade do Paraná por um radialista que alegava incapacidade por doença depressiva grave e transtorno de pânico mas quando teve pedido indeferido em perícia médica invadiu a sala do colega promovendo quebra-quebra e ameaças de morte. Ato feito, mandou e-mails ameaçadores para o INSS e em sua página no facebook ameaçou "sumir" com o perito....



Para quem estava depressivo e com pânico, a reação violenta prova que o perito fez muito bem em encerrar o benefício. mas a fonte me assegurou que a direção central soube do caso e estava mais preocupada em evitar "repercussão na mídia" que em ajudar o colega agredido.

2 comentários:

Gustavo M. Mendes de Tarso disse...

Printscreen de tudo, recolhe as gravações e espero que o colega processe esse cidadão. Ganho de causa.

Sara Alvarenga disse...

O problema é que sempre acha um colega psiquiatra fdp que,como médico assistente ,faz um atestado dizendo que o sujeito é depressivo grave,ansioso,bipolar tipo I,tipo II,esquizoafetivo,o que for.Vai me dizer que o psiquiatra que atesta que um sujeito desse é louco não sabe que está mentindo????Claro que sabe.Daí o sujeito com um atestado falso(que além de tudo é anti ético e é crime) chega no INSS e acha que o perito tem de ser tão safado e tão incompetente quanto o psiquiatra que forneceu o atestado.Só que não ,né?
Perito do INSS ,pra acreditar em atestado de psiquiatra,ou tem que ser muito ingênuo ou tem de conhecer muito bem o psiquiatra que forneceu o atestado.Ou tem ele mesmo,perito,de ser psiquiatra e poder julgar por conta própria se o sujeito é doente ou não.