domingo, 19 de abril de 2015

SUPERINTENDENTE REGIONAL II (RJ-ES-MG) DIZ QUE ÉTICA MÉDICA É "UM MERO DETALHE" E QUE PERITOS TEM QUE TRABALHAR "NO LIMITE". NÃO IREMOS TOLERAR ESSE DESRESPEITO.

Em reunião essa semana para tentar convencer os peritos do Rio de Janeiro a caírem no golpe do PP Fantasma e colocarem seus próprios diplomas a disposição da guilhotina do CRM, o superintendente regional II, Carlos José do Carmo, abriu seu coração sobre o que ele pensa dos peritos e do trabalho dos médicos.

Disse que os peritos precisam trabalhar "no limite" de sua força física e mental, pois são pagos para isso. Reclamou de queixas sobre condições de trabalho, insalubridade e riscos profissionais.

Disse também que os impedimentos éticos apontados pelos peritos no caso do PP Fantasma são "meros detalhes" que não fazem diferença. Apenas a opinião da procuradoria (que não é CRM nem são médicos) é a que vale.

Pareceres de subprocuradores apontam a falácia de que é legítimo o médico "receber o atestado médico". Ora, claro que é, o problema é que não é legítimo usar apenas essa recepção para assinar um laudo médico pericial. Isso os procuradores silenciam.

O fluxo é tão ilegal que nem sequer esse atestado será guardado! Ora senhores, será devolvido ao segurado. Isso significa que se um dia cair uma auditoria de órgão externo sobre esse benefício, o único documento que constará da investigação será o laudo médico do perito, baseado em atestado que não existe mais (foi devolvido). Não haverá processo capeado, não haverá registro sequer de que o titular do benefício esteve na APS pedindo prorrogação do mesmo. 

O perito vai assumir sozinho toda a responsabilidade pela legalidade do ato, pois sequer norma pública sobre essa rotina foi feita, a Presidência do INSS não irá publicar nenhuma portaria, IN, resolução ou sequer memorando regularizando esse "projeto piloto".

A falta de respeito que o superintendente Carmo tem pelos peritos já mostra o quanto eles nos respeitam e o quanto não terão dois segundos para entregar o perito de bandeja ao MPF no dia que isso feder. 

Colegas, estão tentando convencer vocês a fazer uma FRAUDE com artifícios jurídicos, pois receber atestado médico é lícito, até mesmo seria lícito acatar seu conteúdo sem questioná-lo, mas fazer isso sem examinar o segurado, sem vê-lo, sem documentar o processo todo, ESSE É O CRIME.

A coisa é tão ardilosa que os gerentes do INSS estão orientando os peritos do Rio de Janeiro (GEx Norte) da seguinte forma: "Haverá uma rotina no SISAGE de PP automático e "caberá ao perito DECIDI|R" se fará a concessão ou se chamará o segurado para exame." 

Repararam no esquema CARACU (onde o INSS entra com a CARA e o perito com o resto)? Estão jogando TODA a responsabilidade para o colo dos peritos.

E uma pergunta: Segundo o INSS o processo é todo "administrativo": Então porque precisam de médicos para registrar no SABI um falso LMP para gerar a concessão? Porque não colocam administrativos para jogar a prorrogação direto no sistema e pronto?

Assim que assumirmos a ANMP, esse caso será prioridade e todos os gestores envolvidos serão alvos de processos e denunciações, além das devidas representações junto ao MPF, PF, CGU e CFM. Se algum médico estiver envolvido nesse projeto, ainda há tempo de pular dessa barca furada. 

Recomendo formalmente que nenhum médico se envolva nisso e iremos proteger todos os médicos que estiverem sendo pressionados a cometer esse crime.

8 comentários:

H disse...

Se isso for verdade, trata-se de um imoral, e com certeza um criminoso da coação e improbidade administrativa. Os médicos, se tiverem um mínimo de vergonha na cara, devem acionar o CFM (e não só o CRM). Com certeza ele vai coagir, pois ele não é médico e não tem lei para seguir.

Hafiz Ben David disse...

Alguns PMP vão aceitar numa boa...onde está o CFM?

fernando luiz borges disse...

Alguns q sao " almas servidoras" , SERVEM TANTO A DEUS COMO O DIABO" SEM QUESTIONAR, A HORA É DE DESOBEDIENCIA CIVIL POIS SEM FUNDAMENTO LEGAL ABRIRAM A GUARDA

KarAliStep disse...

A HORA BÉ DE DESOBEDIENCIA CIVIL E CONFRONTAR POIS SE NAO TEM FUNDAMENTAÇAO LEGAL NAO DEVE SER OBEDECIDO, O SERVIDOR NAO É OBRIGADO A SEGUIR ORDENS ILEGAIS, A GUARDA ESTA BAIXA A HORA É DE ENTRAR DE SOLA, DO PESCOÇO PRA BAIXO É CANELA. SIM, ALGUNS COLEGAS SUBSERVIENTES VAO ABAIXAR AS CALÇAS COMO SEMPRE, DESCARTE ESSES VAGAIS, EXIJA SEMPRE A FUNDAMENTAÇÃO LEGAL.

Snowden disse...

Tem medico que se acha phodao mas não passa de um bobão, fazendo da bestialidade o seu norte!

Paulo Castro disse...

Acho que o nobre superintendente está equivocado. Quem ganha muito para ter ideias geniais como essa é ele: http://www.portaldatransparencia.gov.br/servidores/Servidor-DetalhaRemuneracao.asp?Op=1&IdServidor=1774527&bInformacaoFinanceira=True
Como é que pode um servidor com mais de 30 anos de casa não saber que também pode ser processado civil e criminalmente por ações desse tipo? Seria ignorância ou má-fé? E ainda tem colegas que aceitam esses esquemas achando que estão se dando bem...

Hafiz Ben David disse...

Repito e digo: você pode ter quantos titulos vc quiser...se cair nessa, e tiver que responder...babau!!!

Hafiz Ben David disse...

Há muitas outras intenções por trás destas manobras contra os Médicos!
Digo e repito: quando o primeiro diretor médico perder seu crm, isso acaba!
Cassacao dos CRMs de TODOS!
Boa Noite!