segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

JOAQUIM LEVY, MINISTRO DA FAZENDA, QUER FAZER "TESOURAÇO" NA PREVIDÊNCIA, MAS ELE SABE QUE NO INSS TEM UM GRUPO DEDICADO A ACABAR COM A PERÍCIA MÉDICA E LIBERAR BENEFÍCIOS SEM PERÍCIA?

Seria interessante a nova equipe econômica que começa a se instalar no Ministério da Fazenda ter ciência que naquele que é o principal ralo de dinheiro do Tesouro Nacional, o INSS, cuja despesa anual equivale a 10 petrolões da Petrobrás e 100 anos de Bolsa Família, existe um grupo de gestores liderados pelo comissário Carlos Gabas e pelo presidente Lindolfo Sales que está há anos desenvolvendo propostas, medidas, boicotando o modelo médico atual, disseminando bobagens sobre modelos multiprofissionais só testados em países que faliram (Espanha) e que está gastando dinheiro público em reuniões, viagens e passagens para debater e tentar construir um modelo que justamente irá afastar o médico perito da concessão de benefícios.

Ou seja, o governo (INSS) está pagando para viabilizar um modelo de concessão de benefícios sem perícia médica em um país que é campeão de fraudes de documentos como atestados médicos. O Ministro Levy sabe disso?

O Ministro Levy sabe que o INSS vem se empenhando em cumprir decisões judiciais a pedido do MPF sem contestação e em muitos casos ele mesmo INSS pedindo na justiça cumprimento de decisões que terceirizam a perícia na mão de médicos particulares e, pior, permitem pagamentos de benefícios sem perícia?

O Ministro Levy sabe que recentemente o INSS fez uma força tarefa para viabilizar a concessão sem perícia de mais de 4.000 auxílio-doenças em Porto Alegre? O Ministro Levy sabe que quase 100% desses casos estão pedindo PP (prorrogação) e que em mais de 80% dos casos a concessão inicial foi um absurdo que só passou porque não havia peritos?

Seria interessante então o núcleo econômico do governo sentar e conversar com o núcleo previdenciário, e o comissário Gabas explicar ao ministro Levy o que andou fazendo e o que pretende fazer se ministro for nomeado já que, talvez por desconhecimento de causa, Levy anda dizendo nos corredores de Brasília que um "tesouraço" na previdência será fundamental pois o governo perdeu o controle desse setor.

Quem sabe então o Diretor Carneiro poderá explicar aos donos do cofre do Tesouro Nacional como o modelo "medicalocêntrico" é atrasado e como o modelo de concessão automática é o "must" do momento.

2 comentários:

FJ RP disse...

Ele poderia perguntar diretamente ao novo ministro da Previdência...

Jose Luiz Pinheiro Lima disse...

Novo Ministro, velhas soluções ...