quinta-feira, 9 de novembro de 2017

DÍVIDA E BLOQUEIO JUDICIAL PODERÃO IMPEDIR POSSE DE FRANCISCO LOPES NA PRESIDÊNCIA DO INSS.


Após a bomba exclusiva deste blog, publicada ontem, sobre a indicação pelo Líder do Governo André Moura (PSC-SE) do nome de Francisco Lopes para a Presidência do INSS, a vida desse servidor foi investigada de cima para baixo.

Descobrimos, através de fonte interna, que o indicado possui dívidas em lide judicial, e desde meados de 2017 está com os bens bloqueados via BACENJUD por causa de execução de dívida oriunda de um processo movido por uma empresa de artigos náuticos de Brasília.

Outra questão que pode fazer o indicado ser reprovado na pesquisa feita pela Casa Civil é um processo da União contra ele por dívida onde o servidor consta como "em execução judicial" e "não notificado por estar em local incerto".

Bom, se mesmo assim ele for nomeado Presidente do INSS, ao menos a PGFN já saberá onde localizar o exequido, bastará ir no 10º andar do Prédio-Sede do INSS em Brasília.

Um comentário:

Geraldo GE disse...

Mas se ele for barrado, indiquem alguem da ANMP, pois esta já manda e desmanda no INSS.