quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

APS PIRATA: NO INSS DIGITAL, TUDO É PIRATA: DO PROJETO ATÉ A APS.

Pirataria sem limites: Superintendência de Brasília (Centro-Oeste/Norte) assina ACT do INSS Digital com município sem agência e prefeitura "constrói" uma APS Pirata na cidade. Reparem na fachada do prédio.

O Brasil é o paraíso da pirataria. Aqui tudo se pirateia com sucesso: vestimentas, comida, tabacaria, eletrodomésticos, táxi, CPF, RG, etc. Mas piratear Agência da Previdência Social é inédito, e mostra o grau de desordem que a ação política dos superintendentes causam ao INSS.

Em 2018 o Superintendente Fidelis, (SR 5) assinou um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) do INSS Digital com um município do Amazonas chamado Envira. O município não tinha Agência da Previdência Social. O que a prefeitura fez, com a autorização do Superintendente? Construiu por conta própria um "posto da previdência", simulando até mesmo os logotipos oficiais do INSS e da Previdência Social. Tem até sala de perícia médica, apesar de não ser um local oficial de trabalho da autarquia.

Na foto, o superintendente Fidelis explica ao novo Diretor de Atendimento do INSS, Clóvis de Castro Júnior (de gravata), como funcionam as APS Piratas no Amazonas.

Agências piratas como essa começaram a se espalhar no Amazonas seguindo o rastro da interferência política do Superintendente Fidelis que aparentemente estava atendendo a uma agenda pessoal junto a políticos em detrimento da orientação nacional sobre o assunto.


Abaixo uma colagem de matérias sobre o tema, mostrando que dezenas de municípios estão sendo enganados com essas agências piratas, não-oficiais, para os quais não se sabe a quem se destina, o quanto de dinheiro público foi investido nessas agências piratas e qual são seu real objetivo. Estão sendo usadas? O que ocorre com os pedidos protocolados ali? Com ordem de quem isso está sendo feito? Qual a legalidade do processo? Qual a segurança da informação ali retida? Os sistemas oficiais do INSS foram instalados nessas APS Piratas? Tem funcionário público nesses locais? Tem servidor do INSS nesses locais?

Vejam nas matérias que até o nome do Superintendente foi pirateado...

As superintendências do INSS, e isso desde sempre, nunca atuaram alinhadas com a Diretoria ou a Presidência da casa, sempre atuaram em modo de competição com a Direção Central pelo poder na ponta, cortando a linha de comando que deveria existir de Brasília até a ponta e criando regras próprias de acordo com o seu interesse político local. 

O INSS Digital teve seu conceito original deturpado e virou apenas mais uma arma dos superintendentes para fazer política local de "inaugurações" junto a representantes locais do poder, além de fazer a festa de fornecedores de outsorucing.

O cidadão fica refém desse jogo maléfico, sendo obrigado a cadastrar seus requerimentos numa APS Pirata, recebendo um protocolo do GET inútil, com seu processo perdido na nuvem, a não ser que tenha um padrinho na casa para lhe ajudar. Este é o INSS Digital de verdade, um INSS SEM DIGITAIS.

Sem organização e sem planejamento, é assim que o INSS trata o cidadão: com falsas promessas e inverdades. 

Porém nada disso parece afetar o Presidente Renato Pavão, que já declarou que manterá os atuais superintendentes, inclusive o gênio autor das APS Piratas do Amazonas.

Nenhum comentário: