quinta-feira, 19 de abril de 2018

LUTAR, PARA NÃO TRABALHAR!

Antecipadamente este blog faz uma homenagem às assistentes sociais que honram sua profissão e se dedicam, todos os dias, a fazer o impossível pelos segurados que juraram atender com todo o vigor de seu sangue. Peço desculpas, mas este post não é para você, colega assistente social que habilita benefício, que atende 200% por dia, faz educação previdenciária de verdade, que atende espontâneo no fim do expediente.

Esse post é para uma pequena parcela que se dedica todo o santo dia a uma missão única: não trabalhar. Usam do emprego palanque para pretensões político-partidárias, falam da crise do capitalismo e do modelo gramsciano e da contradição do grande capital, da deturpação de Lênin, mas deixam milhares de vulneráveis aguardando em filas para obter um mísero benefício de prestação continuada.

Esse post é para aqueles que falam "companheirxs", não perdem um evento sindical, se recusam a fazer suas obrigações de edital de concurso com o discurso "não é minha atribuição" e deixam os técnicos-administrativos se esfolarem para garantir a GDASS que elas recebem sem pingar uma gota de suor, e ainda se acham superiores.

Sim, vocês sabem quem são: são as "sociáveis". As que estão na luta, luta para não trabalhar. Luta para poder ganhar diárias e deslocamentos sem ter que prestar contas. Luta para fazer do INSS o diretório partidário local. São as que estão "no movimento", movimento de fugir a cada vez que surge um trabalho na frente.

São as que dizem defender as mulheres mas, quando a mulher não reza sua cartilha vermelha, é tratada com a mesma misoginia, o mesmo ódio e machismo que dizem combater. Não perdem um segundo em querer desqualificar uma mulher como sendo "a propriedade do macho X ou Y" só porque a servidora não é pelega nem come da ração comunista que eles jogam no chão para a patuléia.

Já mostramos aqui neste blog que a produção global das sociáveis é vexaminatória, menos de 2 avaliações por dia. Enquanto isso, centenas de milhares de pobres e miseráveis aguardam alguma iluminada revolucionária descer do pedestal vermelho para atender seus pedidos de benefícios. A produção de BPC dos peritos está parada pois não está vindo quase nada das avaliações sociais. Ninguém habilita, ninguém tira elas do escudo mágico chamado INSS Digital, e fica por isso mesmo.

Recentemente o INSS determinou que elas cumpram o que já é portariado desde 2012: Agendamento de BPC LOAS de 40/40 min. E olha que esse já é o dobro do tempo médio dado aos peritos médicos.

A revolta em ter que trabalhar foi tão grande que levou as sociáveis ao desespero. Eis que um iluminado, sociável de Minas Gerais, achou a fórmula para combater "os fascistas que querem nos fazer trabalhar": fraude de agendamento.


Olhem a sacada do revolucionário do Jequitinhonha: Agendas de 40/40 minutos, mas com "intervalo" de 20 minutos entre o fim de uma agenda e o início de outra. Um "jênio", não?

E olha que isso foi posto em um grupo nacional de sociáveis com incrível sucesso, afinal de contas, trabalhar é coisa de coxinha fascista.

Esperamos que o INSS puna adequadamente o colega sociável que incorreu nessa insubordinação, nessa fraude, e aguardemos as próximas cenas dessa novela que a cada dia se torna mais interessante.

4 comentários:

Unknown disse...

Isso a meu ver já chegou na linha do desreispeito com a profissão. DESAGRAVO DOS/AS ASSISTENTES SOCIAIS DO INSS
AGRAVANTE: BLOG Perito.Med
RELATORA: RAQUEL FERREIRA DE ALVARENGA
O Conselho Federal de Serviço Social, por meio desta nota, DESAGRAVA os/as
assistentes sociais do Instituto Nacional do Seguro Social em razão das manifestações
postas no Blog Perito.Med, ofensivas, desrespeitosas, praticadas contra a dignidade, a
honra e as prerrogativas asseguradas aos/as assistentes sociais, extrapolando o
referido espaço sócio ocupacional (INSS), atingindo a categoria profissional, como
também sua entidade profissional (CFESS), além de fazer graves denúncias e que
atingem a todos os trabalhadores do INSS não peritos médicos.

Hafiz Ben David disse...

Não são puníveis e muito menos auditaveis!

Iacob A. von Hohenstaufen disse...

Este artigo diz 100% de verdade em relação ao Serviço Social. É uma verdade que todos sabem mas têm medo de falar em alto e bom som!

Dulcinéia Batista disse...

A profissão dos Deuses se manifestando como Deuses e donos da verdade e da razão.Quanta prepotência e desrespeito.