quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

O RENASCIMENTO DA ANMP

Nos últimos anos estamos assistindo de forma incrédula a destruição da nossa carreira, duramente conquistada após a greve de 2003. Sucessivos atos de boicote e desmonte da carreira de peritos, denunciadas neste blog, contribuíram para isso. Impossível porém não ressaltar o papel da ANMP nesse processo. Infelizmente por escolhas erradas nos últimos anos, optou-se por gestões associativas que pregavam o estrito alinhamento com o governo e suas posturas, resignação quanto aos ataques sofridos por nós e uma defesa irrestrita dos chefes governamentais pela própria ANMP, naquilo que chamamos de "peleguismo".

Nesse arresto fomos todos levados e engolidos pelo sistema político atual. Anos e anos de destruição, congelamentos salariais, humilhações de toda sorte e depreciações fizeram nossa carreira desmontar e com ela a ANMP foi junta pro ralo. Somos uma sombra do que já fomos. Paradoxalmente, foi no período de domínio de chapas "alinhadas e com boa entrada no governo" que sofremos nossas piores derrotas. Tivemos vetos sucessivos a redução de jornada de trabalho, aumento salarial, 2.500 exonerações ou aposentadorias, terceirizações de várias formas e recentemente até a exclusividade da perícia médica nos foi retirada por medida provisória. Não é errado dizer que nesse momento nossa carreira está morta e a ANMP junto com ela. Nessa toada até o fim do ano teremos cubanos fazendo perícias em nosso lugar.

É necessário um novo começo, um recomeço. As coisas não estão boas na atual situação que vivemos como médicos e em especial como peritos. Cinco mil famílias dependem desse emprego e estamos literalmente abandonados no mar revolto. Temos exemplos em várias áreas da medicina de outros profissionais invadindo e ocupando funções antes médicas, e pior, denegrindo nossa classe. È hora de um grito de CHEGA, de BASTA a isso tudo. Temos que nos reinventar como classe, categoria, como carreira.

Ser "amigo" do governo já mostrou que nada serve. Claro, amigo do patrão jamais será amigo do empregado, já que é essa a forma que somos tratados pelo governo. Por outro lado, bravatas e posturas antipáticas gratuitas também não nos levarão a lugar algum. 

É necessário oferecer resistência a esse projeto de destruição da carreira pericial. Resistência baseada em oposição inteligente e embasada aos nossos detratores. Sem bravatas, mas sem resignação. Isso jamais. Somos otimistas pois acreditamos em um futuro bom para nós, mas a mera aceitação do que está posto nos levará ao fundo do poço.

Baseado nisso, todos os que se opõe ao atual método de gestão da associação se uniram em uma grande coalizão pelo Renascimento da ANMP. Sem promessas vazias, sem falsas amizades, sem metas impossíveis ou irreais. Prometemos apenas sangue, suor e lágrimas. É fundamental retomar o protagonismo da ANMP, refiliar todos os peritos, lutar por um novo modelo de carreira que nos valorize novamente, promover capilaridade à entidade valorizando a função de delegado e promovendo congressos regionais para integrar os peritos. Não podemos aceitar como "vitórias" um plano de saúde e um congresso que é obrigatório pelo estatuto. Temos que pensar longe, grande e com pés no chão.

Por isso, lideranças históricas da perícia do passado e do presente se uniram, abriram mão de vaidades pessoais e orgulhos, rediscutiram posições e aceitaram caminhar juntos numa grande coalizão para salvar a ANMP e trazê-la de volta para os peritos. Tenho a honra de encabeçar essa coalizão, ao qual chamamos de "Renascimento da ANMP" e com ela vem nomes grandes da pericia médica e apoios ainda tão grandes quanto.

A composição da nossa chapa, abaixo, reflete uma composição de pessoas unidas por um único ideal: reconstruir a entidade e devolvê-la aos peritos. Não faremos campanha vilanizando pessoas, nem prometendo o impossível. Quem quer o impossível agora tem duas opções, pois em uma situação sui generis, enquanto a oposição se uniu em uma chapa só, a situação rachou em duas chapas, o que mostra bem a quem serve uma ou outra opção.

Muito obrigado, contamos com seu apoio e seu voto.

Chapa Renascimento da ANMP:

Presidente: Francisco Eduardo Cardoso Alves / fchico@gmail.com / São Paulo Centro - SP


Vice Presidente: Samuel Abranques de Oliveira / samuelbranques@gmail.com / Fortaleza - CE


Diretor Tesoureiro: Ena Maria Albuquerque da Paz / ena.paz@hotmail.com / Recife - PE


Diretor 1○ Secretário: Edriene Barros Teixeira / edrieneteixeira@yahoo.com.br / Salvador - BA


Diretor 2○ Secretário: Clarissa Coelho Bassin / ccbassin@hotmail.com / Canoas - RS





CONSELHO FISCAL ANMP / SNPM


Membro Titular: Luiz Carlos de Teive Argolo / bahi214@terra.com.br / São João da Boa Vista - SP


Membro Titular
: Cezar Augusto de Oliveira / fpf.cezar@uol.com.br / Campo Grande - MS


Membro Titular: Regina Célia do Nascimento Rodrigues Alves / reginarodrigues@globo.com / Rio de Janeiro Centro - RJ


Membro Suplente: Bianca Tavares de Souza / biatsouza@yahoo.com.br / Divinópolis - MG


Membro Suplente: Rodrigo Prado Santiago / sanyago1@hotmail.com / Rio Branco - AC


Membro Suplente: Ricardo Augusto Barbosa Medeiros / rabmricardo@ig.com.br / Goiânia - GO

8 comentários:

Rubia A disse...

Conheço muito bem as duas chapas da situação(coisa inédita em política associativa em que ninguém quer largar as tetas da associação).

Tem um grande ponto em comum: todos são pelegos de carteirinha.

Paulo Taveira disse...

Já tenho em quem votar. Viva! desta vez vai. Os colegas já gastaram todo o carregamento de inocência e esta chapa é a nossa redenção. Parabéns ao Chico por deixar para trás problemas graves entre ele e Argolo, mas a categoria merece.E parabéns ao Argolo por finalmente abrir os olhos e ver onde se metera. Vamos trabalhar para mostrar aos colegas o único caminho que temos antes do abismo definitivo.

Ricardo Abdou disse...

Agátocles, Tirano de Siracusa, numa expedição marítima contra Cartago, ao desembarcar, mandou queimar todos os seus próprios navios e marchou contra Cartago, cujos habitantes, derrotou. Fez isso para anular – para si próprio e a seus comandados qualquer possibilidade de fuga ou de voltar atrás. Sem os navios, seria impossível recuar.

Nos últimos anos a sensação que tive é que queimaram nossas naus em pleno mar aberto e que nossa carreira foi a pique como o Titanic, não me pergunto mais quem, mas sim quais os interesses de criar e manter nesta situação? A quem interessa o deficit da previdência e enormes filas para atendimento?

Espero realmente que o Francisco e demais colegas desta chapa tenham a capacidade de reagrupar a categoria, de criar oportunidades e de reconduzir nossa carreira aos patamares que já estivemos, bem como ir além, recuperando nosso respeito e papel, perante a sociedade e o instituto, na prestação de bons serviços ao Estado e ao Cidadão.

Este grupo tem meu respeito e apoio.

Ricardo Abdou
Médico Perito da linha de frente- Gex São Paulo Centro
Presidente da Pericia Sindical (1o Sindicato de Nossa Categoria)
Varias Vezes Delegado da ANMP

lauro dutra disse...

Apoiado!

Ighenry disse...

Salvador-BA já fechou com a chapa Chico-Argolo!

Anderson disse...

Se o Francisco voltar, eu volto a me associar; caso contrário, não pagarei R$ 720,00 por uma agenda.

E.G. disse...

Com certeza essa chapa terá uma "agenda" que vale a pena.

Gustavo M Mendes de Tarso disse...

Ainda pago a anuidade da moribunda ANMP para poder votar em colegas com vontade como os da Chapa 2.