segunda-feira, 17 de novembro de 2014

EFEITO "DILMA" NA SAÚDE - JOVEM É "ATENDIDO" POR NÃO-MÉDICOS EM UPA E MORRE SEM SOCORRO E SEM ATENDIMENTO

Efeitos diretos da política anti-médica do PT e de Dilma Rousseff na saúde da população: Jovem menor de idade procura UPA em Vitória por dor no peito (repito: dor no peito). É "triado" por "enfermeiro capacitado" que o julga "sem risco" e o passa a uma assistente social, que "diagnostica abalo psicológico' e libera o doente. 

Apenas no fim da consulta é que a mãe percebeu que a assistente social não era médica (todos vestem jalecos brancos sem identificação de sua profissão. Isso é proposital, para fazer a população pensar que são médicos).

Resultado: o jovem morreu e agora caberá ao IML definir a causa do óbito.

Insisto em saber: Se fosse um médico, já teria a vida devassada pela mídia. Mas como foi enfermeiro e assistente social, sequer os nomes foram publicados. Por que a grande imprensa defende tanto esse tipo de situação?

2 comentários:

Clínica médica Marcelo Rasche disse...

Que barbaridade.

Um médico pelo exame físico com ausculta poderia facilmente diagnosticar possível pneumotórax ou derrame pleural. Mais fácil ainda com RX.

fernando luiz borges disse...

Infarto ? Tep?