quarta-feira, 1 de novembro de 2017

EXCLUSIVO - ESCÂNDALO DA DIRBEN-TUR: NO DIA EM QUE FOI AFASTADA PELO SIASS, DIRBEN SOLICITOU E PAGOU R$ 6MIL PARA DIOVANA A TÍTULO DE "VIAGEM DE CARRO FLORIANÓPOLIS-BRASÍLIA". A IMORALIDADE "NEVER ENDS"

É absolutamente chocante e iníqua a história envolvendo a absurda (e já cancelada) convocação da servidora Diovana Gracieli Holdefer para trabalhar ao lado do namorado e diretor-substituto da DIRBEN, Saulo Milhomem.

Como se não bastasse toda a história já contada em dois posts (clique aqui e aqui), uma denúncia anônima levou este blog à descoberta da PCDP 052800/17, solicitada pela DIRBEN dia 26/09/2017, para pagar viagem de carro entre Florianópolis e Brasília (ida e volta) da servidora Diovana, no período de 08/10/2017 a 03/11/2017.

O preço dessa indenização por viagem de carro foi de R$ 5.941,30, dos quais R$ 5.566,54 já foram pagos em 03/10/2017 e 20/10/2017.

São 1677 km entre as duas capitais. Segundo o Google Maps, indo pela BR-050 se leva entre 19 h e 25h a depender do horário de viagem, isso sem haver uma única parada para reabastecer ou comer ou ir ao banheiro. O dinheiro gasto nessa viagem de carro pagaria, em tarifas usuais, pelo menos 6 trechos aéreos ida e volta BSB-FLN.

Só que tem um discreto problema: em 26/09/2017, Diovana apresentou ao SOGP de Florianópolis licença do SIASS que durou até 27/10/2017. Ou seja, todo o período de pedido de indenização, suposta viagem de carro e pagamento das diárias foi feito ENQUANTO A SERVIDORA ESTAVA AFASTADA POR DOENÇA.

Pior, como as convocações foram postergadas para iniciarem em 29/10/2017 devido sua licença, o período de viagem contemplado não estava coberto por diária nem convocação.

A PCDP foi pedida pelo servidor Leonardo Dias e aprovada por Alessandro Roosevelt e pelo Presidente Leonardo Gadelha. Abaixo trecho destacado da PCDP, prometemos em breve conseguir a imagem original melhorada. Reparem na caracterização do Transporte: "veículo próprio".





Imagem da confirmação do pagamento já lançada no SIAFI:



Não sabemos se isso é algum tipo de terapia, prova de resistência, teste de esforço ou uma grande sacanagem com o dinheiro público. Mas invejamos a complacência da bexiga da servidora, pois topar viajar 25h entre Florianópolis e Brasília no próprio veículo não é para qualquer bexiga. Dá para imaginar até a cena da mesma chegando no bloco O e os colegas perguntando: "Nossa, vai nascer quando?" E ela respondendo: "Não, é que vim de carro de Floripa até aqui sem parar no banheiro...."

Agora temos um quadro assustador, acompanhem a linha do tempo do amor, quer dizer, da DIRBEN-TUR:


a) uma servidora que foi removida em 11/08/17 para Florianópolis, cumpriu os 30 dias e em 11/09/2017 entrou em férias, cumpridas até 22/09 (sexta-feira), trabalhou apenas dia 25/09/2017 e dia 26/09/2017 (guardem essa data) entrou de licença no SIASS por 32 dias, até 27/10/2017 (sexta-feira). 
b) no mesmo dia em que se afastou, foi pedida uma PCDP para viagem a CARRO dela de Florianópolis a Brasília (1.667 km) a ser feita em 08/10/2017 até 03/11/2017. A viagem a carro foi paga em 03/10/2017 e 20/10/2017, período que o INSS já estava ciente que a mesma estava afastada por doença. 
c) durante o mesmo período em que ela estava DOENTE, foi pedida nova PCDP em 20/10/2017 (mesmo dia que recebeu a segunda parte da viagem a carro) mas para ficar 2 meses em Brasília com R$ 12 mil em diárias a se iniciarem no DOMINGO 29/10, ou seja, a servidora e a DIRBEN anteviram que ela não precisaria mais de tempo para tratamento.

Claro, quem consegue dirigir 1.677 km numa tacada só obviamente não está doente, em hipótese alguma. Agora podemos supor o que significa a foto abaixo da servidora: provavelmente estava em um banho de assento tratando um cisto pilonidal que adquiriu na região sacrococcígea por ficar 20h sentada no carro....

- Ah, querido, como é relaxante essa água quentinha ....

Vamos analisar com muita atenção a postura da Corregedoria, da Auditoria e da Presidência do INSS em relação a este escândalo. Por MUITO MENOS do que isso, centenas de servidores são demitidos, perseguidos e humilhados Brasil afora por comissões de PAD, de auditoria, chefetes e gerentes raivosos.... Enquanto isso, Saulo continua no cargo, e a servidora não apareceu para trabalhar em Florianópolis segundo relatos.

Presidente Gadelha, esse será seu portfólio para sua campanha a Deputado Federal ano que vem?

Um comentário:

Clínica médica Marcelo Rasche disse...

Essa moça deve ser uma pessoa adorável para conseguir tudo o que deseja.